sábado, 15 de setembro de 2012

Biblioteca digital de teses do Ibict completa dez anos


A Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) é considerada um dos maiores bases de dados do mundo. Foi a primeira iniciativa do instituto rumo ao acesso aberto à informação científica.

O maior acervo nacional de teses e dissertações, a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), comemora 10 anos de serviço à comunidade. A sua criação foi a primeira iniciativa do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) relacionada ao movimento de acesso aberto à informação científica. A BDTD alcançou recentemente a marca de 200 mil teses e dissertações e se prepara para uma modernização em sua estrutura. Considerada pelo site da Networked Digital Library of Theses and Dissertations (NDLTD) como a segunda maior base de dados do mundo e a primeira em acervo local, a BDTD é exemplo de sucesso e o resultado do esforço de 96 instituições de ensino e pesquisa que atuam para maior visibilidade à produção científica brasileira.

De acordo com a coordenadora-geral de pesquisa e manutenção de produtos consolidados do Ibict, Maria Carmen Romcy de Carvalho, "a BDTD contará, em médio prazo, com mais instituições parceiras. O motivo desse aumento será a modernização que está sendo realizada na base e a validação das teses e dissertações citadas no Lattes, projeto que também está em fase de execução com o CNPq". Ainda, segundo ela, "a BDTD vai certificar as teses e dissertações citadas nos currículos publicados no Lattes. Esse projeto é de grande relevância e, em breve, será disponibilizado para a sociedade", explica.

Os trabalhos de revisão do padrão dos metadados da base e a modernização do software, disponibilizado para a criação de bibliotecas digitais de teses e dissertações locais, já estão em curso, mas ainda passarão por algumas etapas de validação. De acordo com a coordenadora técnica do Laboratório de Metodologias de Tratamento e Disseminação de Informação do Instituto, Bianca Amaro, as instituições de ensino e pesquisa contarão com produtos mais atualizados e treinamento para sua utilização tão logo o novo software seja disponibilizado. "A modernização dessa tecnologia motivará novas instituições a utilizarem a BDTD e isso trará benefícios no sentido de aumentar a visibilidade da produção científica nacional", comemora a coordenadora.

Sobre - A Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) integra, em um único portal, os sistemas de informação de teses e dissertações existentes no País e disponibiliza para os usuários um catálogo nacional de teses e dissertações em texto integral, possibilitando uma forma única de busca e acesso a esses documentos. O Ibict coleta e disponibiliza os metadados (título, autor, resumo, palavras-chave etc.) das teses e dissertações, sendo que o documento original permanece na instituição de defesa. Dessa forma, o conteúdo dos metadados coletados e o acesso ao documento integral são de inteira responsabilidade da instituição de origem.

A BDTD utiliza as tecnologias do Open Archives Initiative (OAI) e adota o modelo baseado em padrões de interoperabilidade consolidado em uma rede de bibliotecas digitais de teses e dissertações. Nessa rede, as instituições de ensino e pesquisa atuam como provedoras de dados e o Ibict como agregador, coletando metadados de teses e dissertações, fornecendo serviços de informação sobre esses metadados, expondo-os para serem coletados por outros provedores de serviços, em especial pela NDLTD.

A BDTD atua em dois níveis de integração. Para instituições que já possuem um repositório de teses e dissertações usando tecnologia própria, o Ibict apoia tecnicamente na implementação do Protocolo OAI-PMH para que opere sobre o repositório local e gere registros de metadados em XML/mtd-br. No caso das instituições que desejam implantar suas bibliotecas digitais e se integrar à BDTD, o Ibict desenvolveu uma solução tecnológica, denominada Sistema TEDE, cujo objetivo é proporcionar a implementação de bibliotecas digitais de teses e dissertações institucionais. O Sistema é distribuído gratuitamente pelo Ibict em um pacote contendo o software, a metodologia de implantação, os manuais operacionais e de usuário, a documentação e treinamento. O Sistema TEDE está disponível para download em http://tedesite.ibict.br.

A ferramenta de busca permite ao usuário consultar o repositório da BDTD e recuperar resultados resumidos ou detalhados, além de ter acesso às teses e dissertações, em texto completo, para leitura, impressão ou download dos arquivos nos repositórios de origem.


(Núcleo de Comunicação Social do Ibict)