terça-feira, 31 de julho de 2012

Campanha Leia Mais, Seja Mais

Com o objetivo de fomentar e valorizar os hábitos de leitura e incentivar o uso das bibliotecas públicas, a Ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e o presidente da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Galeno Amorim, lançam nesta quinta-feira, 2/8, às 11h, na Biblioteca Nacional, no Rio, a segunda etapa da campanha Leia Mais, Seja Mais. O objetivo é chamar a atenção para a leitura como uma atividade prazerosa e um caminho para o crescimento pessoal dos leitores. Vários artistas da Rede Globo estarão no filme que ficará durante todo o mês de agosto na TV, rádio e internet.

Também nas redes sociais:
Além dos filmes de TV, spots de rádio e banners de internet, a segunda etapa da campanha Leia Mais, Seja Mais (que há sete meses esteve em jornais e revistas) terá uma série ações nas redes sociais. As páginas do Ministério da Cultura e da Fundação Biblioteca Nacional no Facebook, por exemplo, trarão, já a partir de quinta-feira, um convite para que os internautas substituam, por algum tempo, suas imagens de perfil por capas dos livros que mais gostam, tornando assim suas páginas, literalmente, um FACEBOOK (ou, em português, uma CARA DE LIVRO).

Fonte: Fundação Biblioteca Nacional 

sábado, 28 de julho de 2012

Wook quer transformar todos os livros de formato digital em eBooks


A importância que os eBooks assumem no desenvolvimento do formato dos livros está bem patente em múltiplos estudos, e a Wook não quer ficar de fora desta revolução. A livraria online do Grupo Porto Editora já disponibilizava eBooks em língua portuguesa e inglesa mas apresentou recentemente uma estratégia para a produção, distribuição e leitura digital, que acredita que pode impulsionar o mercado, facilitando a entrada de todas as editoras portuguesas, independentemente da sua edição, na realidade dos livros digitais. 
Luis Morais, Adjunto da Direcção da Wook, explicou ao TeK que a empresa acredita que “esta solução inovadora contribuirá para impulsionar o mercado do eBook em Portugal, pois disponibilizamos uma solução de compra e leitura amigável, multiplataforma e flexível aos consumidores e que facilita a entrada de mais editoras nacionais neste mercado, permitindo desta forma aumentar a oferta de títulos”. 
Até final do ano a Wook conta ter mais de 2 mil títulos na nova solução, mas os objetivos são mais vastos. “Queremos disponibilizar neste modelo todos os livros que estejam disponíveis em formato digital, sejam de literatura, técnicos ou infantis”, adianta Luis Morais, embora admita que os livros de “texto corrido” são de conversão mais fácil do que os técnicos e infantis pelas suas caraterísticas próprias são de conversão mais lenta e difícil. 
A plataforma usada pela Wook para esta estratégia de massificação dos eBooks é o eWook, um leitor próprio que permite a leitura de livros digitais independentemente do dispositivo e do sistema operativo, em browser, e que assenta numa aplicação desenvolvida pelo Departamento de Investigação e Tecnologia do Grupo Porto Editora. 
Apesar de ser acessível via browser, o eWook permite a leitura do livro em off-line, sendo este disponibilizado num formato ePub standard que é encriptado com um DRM desenvolvido pela mesma unidade. A solução contempla características de usabilidade como a marcação de páginas, o registo de anotações, a leitura noturna e o aumento do corpo e a alteração da fonte do texto. 
“A solução que a PE desenvolveu é compatível com qualquer dispositivo (reader dedicado, smartphone, Ipad, tablet, IOS, Android, etc.) desde que o mesmo tenha um browser. Esta é a grande mais valia deste formato desenvolvido pela PE: é multiplataforma”, afirma Luis Morais. E o utilizador pode aceder à sua biblioteca digital e ler os seus ebook em qualquer dispositivo. 
O mercado de eBooks ainda não tem um peso significativo nas vendas da empresa do Grupo Porto Editora, nem se espera que venha a ter no próximo ano e meio. Segundo um estudo de marcado realizado pela Wook, não existe uma substituição do papel pelo digital, mas antes uma complementaridade que se deverá manter. 
A comodidade na utilização e o preço são dois dos grandes argumentos para a aquisição do formato eBook, mas a diferença do IVA cobrado, que é de 6% no papel mas de 23% nos eBooks, acaba por ter impacto na minoração deste benefício. 
“Considerando os preços sem IVA os editores nacionais têm feito um esforço para que os eBooks apresentem um desconto face à versão em papel de pelo menos 30%. No entanto, dada a diferença de taxação em sede de IVA, esse “desconto” face à versão em papel diminui para menos de 20%”, justifica o adjunto da Direção da Wook.
Mesmo assim mais de 70% dos eBooks em português à venda na Wook têm um PVP inferior a 10 euros, e 15% têm um preço abaixo de 5 euros, detalha a mesma fonte. 

Fonte: http://tek.sapo.pt/noticias/internet/wook_quer_transformar_todos_os_livros_de_form_1259017.html


quarta-feira, 18 de julho de 2012

FBN tem mais 140 itens na Biblioteca Digital Mundial


A Fundação Biblioteca Nacional teve mais 140 itens de seu acervo digitalizados e incorporados à Biblioteca Digital Mundial, a World Digital Library, maior e mais ambiciosa biblioteca virtual do mundo. Todos os itens – fotografias de uma expedição científica e comercial russa à China, entre 1874 e 1875 – fazem parte de um álbum que integra a Coleção Thereza Christina Maia, doada à Biblioteca Nacional pelo imperador D. Pedro II. A Biblioteca Digital Mundial é formada por raridades de várias partes do mundo, englobando quase todas as civilizações e culturas. A FBN é uma das parceiras mais importantes do projeto, lançado em 2009. As fotos podem ser acessadas aqui:http://bit.ly/M4U2sC

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Biblioteca Nacional amplia acervo de literatura de cordel

Com o objetivo de coletar mais exemplares de literatura de cordel para o acervo da Biblioteca Nacional, Daniele Del Giudice, chefe da Divisão de Depósito Legal da Fundação Biblioteca Nacional (FBN/MinC), participou, entre os dias 9 e 13/7, da 16ª Exposição Centro-Nordestina de Animais e Produtos Derivados (Expocrato). Ao longo da semana, Daniele participou de diversos eventos e trouxe na bagagem coleções completas de autores da Sociedade dos Poetas de Barbalha, da Academia dos Cordelistas do Crato e do Cariri, entre outros. Aqui você pode conferir a participação de Daniele no programa de Ademar de Moraes, na Rádio Cetama.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Empreendedorismo: Livro gratuito


Espírito empreendedor. Este é o segredo de Beto Chaves, paraibano de 35 anos, autor do livro “Entre Pipas, Brigadeiros e Internet”. A obra, disponibilizada gratuitamente no site do autor, conta lições de empreendedorismo de um jovem que, desde cedo, já tinha um comportamento que o destacava entre as demais crianças, criando novos projetos e de negociações. Hoje, Beto realiza palestras motivacionais sobre sua vida e trajetória profissional.
Aos oito anos de idade, Chaves viu entre seus amiguinhos de rua a oportunidade de ganhar um trocado vendendo pipas. “Eu mesmo confeccionava as pipas que viraram febre entre as crianças. Então tive a ideia de cobrar pelo serviço, estabelecendo uma tabela de preços e os clientes vieram aos montes”, conta o empreendedor. Já no colégio, durante uma feira de ciências, o jovem teve a ideia de vender peixes ornamentais, tendo ideias inovadoras para vencer a “concorrência” entre os amiguinhos.
Após ter sido reprovado no vestibular, Beto descobriu que seu talento culinário para fazer brigadeirospoderia lhe render bons frutos. Sem medo ou vergonha de inovar e negociar, juntou-se com a irmã e investiu na empreitada. Porém, o negócio não foi pra frente, já que a irmã foi proibida de vender os doces na escola, mas o empreendedor não desanimou. Reuniu todos os erros que culminaram à falência do negócio, para não cometê-los novamente.
Após as pipaspeixes e brigadeiros, Chaves percebeu que a informática havia entrado em sua vida para ficar. Montou o Guia Jampa, o primeiro portal de entretenimento e notícias da Paraíba. Depois disso, Beto montou sua própria empresa de sites, a qual administra até hoje.
Entre essas e outras histórias, Beto conta em seu livro sua história de sucesso, em meio a erros e acertos. “Ao divulgar este livro, minha intenção é contar aos jovens os percalços da vida de empreendedor e ajuda-los a não cometer os erros que cometi”, conta Chaves.
download do livro pode ser feito gratuitamente no portalpapoarretado.com.br. “Na era da internet, lançar o livro em formato digital e com download gratuito, é ter certeza que a obra terá um alcance muito maior e poderá auxiliar um maior número de pessoas. Ao compartilhar o meu conhecimento e as minhas lições aprendidas, vejo uma forma de criar uma sociedade melhor com mais oportunidades”, conta Chaves.
Desde 2011 o empresário realiza palestras sobre liderançaempreendedorismo qualidade de vida. Além disso, Chaves também toma conta do projeto “Lições de Vida”, que tem como objetivo motivar jovens carentes a despertar o espírito empreendedor. “É isso que queremos ensinar a estes jovens, que qualquer pessoa pode empreender na área que mais gosta. O sucesso não é riqueza, o sucesso é ser feliz.”, conta o empreendedor.

terça-feira, 10 de julho de 2012

‘Bibliotecas digitais são tesouros escondidos’, diz biblioteconomista da UniRio


Digitalizadas, as bibliotecas no Brasil e no mundo estão deixando os muros físicos para também se hospedarem na internet. Mas isso não significa que elas estão ficando mais acessíveis. Apesar dos milhares de acervos disponíveis on-line, as bibliotecas digitais ainda são consideradas “tesouros escondidos”.

Segundo Moreno Barros, professor de biblioteconomia da UniRio e mestre em ciência da informação, embora o Brasil esteja investindo alto em projetos de digitalizações, esses acervos ainda não estão ao alcance de todos. “Existe uma excessiva preocupação com imagens em alta resolução, por exemplo, um formato que só atende grandes pesquisadores, pessoas que de uma forma ou outra já estariam dispostas a frequentar o acervo localmente. Isso não é algo ruim, mas é fato que o público leigo tem mais facilidade de acesso quando as imagens estão em menor qualidade”.

O processo de digitalização, segundo Barros, implica na necessidade de uma abordagem diferente, com foco em uma escala maior de usuários para “atingir virtualmente uma audiência diferente daquela que já se atinge fisicamente”.

Milhares de pessoas poderiam estar navegando pela Biblioteca Nacional Digital, pelaFrança no Brasil ou pela Brasiliana, algumas das principais bibliotecas digitais do país, que permitem aos usuários acessar de forma virtual e gratuita seus arquivos. “Quase ninguém conhece esses acervos, ou somente uma pequena parcela da comunidade de pesquisa acadêmica”, garante Barros.

Outros bons exemplos de biblioteca digitais seriam a Biblioteca Digital Universidade Gama Filho e a Biblioteca Nacional Digital. A primeira, lançada em 2011 e considerada uma das maiores do Brasil. Seu acervo aberto contém teses e dissertações de quase 1.500 universidades, bibliotecas unificadas de 62 países e artigos de 48 mil revistas científicas disponíveis on-line para qualquer pessoa, gratuitamente. Já a segunda, pertence a Biblioteca Nacional e é tida como uma das precursoras no processo de digitalização de publicações e acesso a obras via internet.

A digitalização de acervos bibliográficos tem sido um método utilizado, principalmente, como forma de preservar os registros históricos, seja de um grande jornal  – como é o caso do Jornal do Brasil, impresso até 2010, e que digitalizou todas as suas publicações; de um periódico local – o centenário jornal Federação, em Itu (SP), que, no ano passado, colocou todo seu acervo na internet –, ou até mesmo a criação de um site para abarcar os cerca 80 mil documentos do cientista Albert Einstein.

Os esconderijos das bibliotecas

Ao pesquisar por uma determinada obra no Google, o sistema de busca tem dificuldade de rastrear as publicações dessas bibliotecas virtuais. Escondidos na internet, os sites das instituições que abrigam grande parte desses acervos virtuais ainda têm navegação precária e softwares não muito amigáveis.

Uma das soluções apontadas por Barros para que usuários encontrem não apenas obras nos acervos digitais, como também nas bibliotecas físicas mais próximas de suas casas, é fazer com que os registros bibliográficos utilizem sistemas de busca mais trabalhados, indexando melhor suas informações na internet.  “Se as bibliotecas abrirem seus dados, o Google vai ranquear não apenas os sites de livrarias famosas, mas vai indicar já na primeira página também as bibliotecas físicas mais próximas as casas dos usuários.”

Segundo levantamento realizado pelo 1º Censo Nacional das Bibliotecas Públicas Municipais, divulgado em 2010, no país existem em funcionamento, uma média de 2,67 bibliotecas municipais por cada 100 mil habitantes no país. Todas elas poderiam ser mais facilmente encontradas se melhor ranqueadas nos buscadores.

Para isso, o especialista afirma que será necessário, por exemplo, abolir sistemas que dificultem o rastreamento, como é o caso do javascript, uma espécie de página HTML que não possibilita interação dinâmica com o usuário, e funciona como se fosse uma imagem, muito utilizado nos softwares de biblioteca.

Outra alternativa apontada por Barros, que facilitaria a vida do usuário que busca por um ranking de bibliotecas, é a criação da versão brasileira do WorldCat, uma das principais redes de bibliotecas do mundo, que indica ao usuário onde encontrar livros, CDs, vídeos, resumos de artigos e versões digitais de itens raros nas bibliotecas mais próximas de suas casas.

Para conhecer as principais bibliotecas digitais brasileiras e internacionais, veja a lista indicada por Barros. O especialista, inclusive, tem um projeto para ajudar pessoas a redescobrir e reaprender o significado das bibliotecas na era do Google e do iPad. Para começar, ele propõe um encontro para ensinar as pessoas a economizar dinheiro usando essas bibliotecas. A proposta está em busca de financiamento, via crowdfunding, na plataforma no Nós.vc.

domingo, 8 de julho de 2012

Obras para download grátis


imagen-relacionada

6 livros dos irmãos Grimm para download grátis

03/07/2012
Baixe grátis 6 livros com os contos e histórias dos irmãos Grimm, famosos por coletar antigas lendas e narrativas da cultura alemã
imagen-relacionada

16 livros de Franz Kafka em espanhol para download grátis

26/06/2012
Baixe grátis parte da obra de Franz Kafka, um dos maiores escritores da língua alemã do século XX
(Crédito: Wikipédia)

4 livros de James Joyce para download grátis

19/06/2012
Faça o download de parte da obra de James Joyce, romancista, contista e poeta irlandês expatriado. O autor é considerado um dos autores de maior relevância do século XX
Crédito: Wikipédia

16 livros de Jonathan Swift para baixar grátis

12/06/2012
Baixe a obra de Jonathan Swift, escritor irlandês famoso por escrever As Viagens de Gulliver. Seu livro mais famoso foi fruto de um diário escrito a uma mulher
imagen-relacionada

18 livros que você precisa ler antes de morrer

06/06/2012
Confira uma lista com os clássicos que não podem ficar de fora das suas leituras mesmo que você tenha um estilo muito pessoal. Clássicos como Machado de Assis e Franz Kafka estão...

21 livros de Victor Hugo em francês para baixar grátis

29/05/2012
Baixe grátis parte da obra do famoso poeta e dramaturgo francês Victor Hugo. O autor de Les Misérables ficou famoso ainda muito jovem, com apenas 20 anos
imagen-relacionada

3 livros de Miguel de Cervantes em espanhol para download grátis

22/05/2012
Baixe grátis 3 livros do autor de Dom Quixote, o primeiro romance moderno que se tornou um clássico
imagen-relacionada

Baixe grátis os livros lidos por Tufão em Avenida Brasil

18/05/2012
Descubra porque o ex-jogador de futebol interpretado por Murilo Benício na novela Avenida Brasil, da TV Globo, gosta tanto dos clássicos. Faça o download grátis dos 4 livros que...
imagen-relacionada

85 livros em português para baixar grátis

16/05/2012
Universia Brasil reúne 85 livros de autores brasileiros e portugueses para baixar grátis. Grandes nomes como Eça de Queirós podem ser encontrados na lista
imagen-relacionada

Universia Brasil oferece mais de 500 livros para download grátis

14/05/2012
Gosta de ler? Confira os mais de 500 livros que a Universia Brasil já disponibilizou em seu portal para download grátis

sábado, 7 de julho de 2012

Editora cria livro para download gratuito com os textos dos escritores que estiveram em Paraty


Como um aperitivo de leitura para quem foi à Flip neste ano, a Companhia das Letras criou dois e-books gratuitos com trechos de livros de todos os autores da editora que participarão de eventos em Paraty, bem como textos de Carlos Drummond de Andrade, o homenageado da festa. Um dos livros digitais reúne trechos de Drummond, e mais 15 escritores: Carlos de Brito e Mello, Stephen Greenblatt, Teju Cole, Adonis, Jonathan Franzen, Suketu Mehta, Ian McEwan, Humberto Werneck, Laerte, Angeli, Rubens Figueiredo, Hanif Kureishi, José Luís Peixoto, Carola Saavedra e Annalena McAfee. É possível baixar o livro em ePub e em mobi [formato para o Kindle] no site da editora, por meio deste link. O outro e-book é dedicado inteiramente ao poeta mineiro: traz o Poema de sete faces de Drummond traduzido em seis idiomas por grandes nomes da literatura, e ainda um posfácio de Davi Arrigucci Jr., em português e em inglês. Para o download em ePub, clique aqui. Em Paraty, durante a Flip [4 a 8 de julho], a Casa da Companhia funcionará mais uma vez na Rua do Comércio, 8.