sexta-feira, 14 de junho de 2013

Já que os profissionais não fazem, um estudante faz! Estudante protesta contra falta de estrutura da biblioteca de Bayeux

Onde se encontra a biblioteca de Bayeux?
Meu nome é Erick José, estudo em uma das escolas públicas de Bayeux e, junto com amigos de minha escola fomos à biblioteca e ficamos decepcionados com o que vimos: Um acervo mal distribuído, desorganizado, montado em cima de escadaria e sem as informações fundamentais que existiam antes.
Tenho dois amigos universitários que estão preparando suas monografias e todo o dois tem como tema a apresentar fatos e focos sobre Bayeux: Política e desenvolvimento urbano. Como buscar informações sobre esses assuntos? Quem poderá ajudar esses universitários em suas pesquisas?
É triste e revoltante chegar naquela biblioteca e não encontrar alguém que possa informar sobre dados tão simples como: cultura, economia, folclore, meio ambiente etc.
Outros amigos que estudam em escolas particulares, em uma reunião que fizemos para buscar informações sobre Bayeux, disseram que foram a Secretaria de Educação e lá ninguém soube informar nada a respeito da nossa cidade e mandaram que procurasse a biblioteca. Que biblioteca? Aquela na escadaria onde uma menina levou uma queda ao tropeçar no degrau? É mesmo muito revoltante.
Aquelas informações que existiam logo ao entrar como: Mapa de Bayeux, Bandeira, hino e até mesmo as relações das ultimas eleições municipais, não existem mais. Hoje temos que ir para João Pessoa e lá pelo menos encontramos alguns livros que relatam a história de Bayeux, mas infelizmente as atendentes não tem conhecimento mais profundo do fato e ficamos a desejar.
Estamos nos prejudicando por falta de informações sobre vários assuntos e os professores estão cobrando. Mas como fazer se nem a Secretaria de Educação sabe?
E o pior, caros amigos estudantes do ensino fundamenta, médio e universitário, ainda estão dizendo que o prédio onde deveria funcionar a biblioteca, construído pelo Governo do Estado, será desviado para outro órgão.
É o cúmulo saber que um prédio edificado com estrutura destinada para arquivo, acervo literário, cabine de pesquisa, etc.; não se destinará ao seu propósito inicial. Como diz Boris Casoy: É uma vergonha!
Então nós estudantes de Bayeux perguntamos: O que vai funcionar no novo prédio? E para onde vai a “NOSSA” biblioteca? Nossa porque foi edificada com os pagamentos de impostos pagos pelos nossos pais. Portanto, podemos exigir.
Perguntamos ainda: Porque esta falta de respeito com o estudante de Bayeux? Porque não se valoriza biblioteca em nossa terra? O único órgão de pesquisa que nós temos vive sendo transportado de um lugar para outro, sem nenhum respeito com o usuário e sem nos dar qualquer tipo de informação sobre essas mudanças, obrigando-nos a sair pela rua perguntando: Onde esta a biblioteca? O pior: ninguém sabe responder.
Amigos estudantes, vamos reivindicar nossos direitos, vamos exigir nossa biblioteca, vamos exigir pessoas qualificadas que nos atenda com prestatividade e respeito e que nos ajude em nossas pesquisas e monografias. Vamos lutar pelo que é nosso.
Dê sua opinião! Levante essa bandeira!
Erick José