sexta-feira, 8 de julho de 2011

Livros escolares digitais

Até 2015 não existirá mais livros escolares impressos 

Esta é uma daquelas notícias que mais se parecem com previsões futuristas catastróficas, mas é o plano dos Sul Coreanos: até 2015 todos os livros escolares serão digitais. Um livro que será atualizado constantemente, terá conteúdo multimídia e não irá pesa na mochila. Vantagens? Os elementos multimídias se bem estudados poderão ajudar no aprendizado (se mal pensados poderão atrapalhar), mas a característica mais interessante poderá ser o fato de ser um livro que se atualiza. Imagine a situação: o ano escolar começou e uma guerra acaba de estourar no mundo, países se unem ou são dominados e ao decorrer do ano o livro poderá ensinar os fatos que ocorreram na história já com base nos acontecimentos, poderá apresentar uma nova geografia, entre outros fatores.

Segundo o site Gizmodo Brasil, serão investidos mais de R$3,2 bilhões até 2015 para esta mudança de suporte nas escolas públicas. Os livros-texto digitais terão o conteúdo tradicional mais multimídia, segundo o Ministério da Educação, Ciência e Tecnologia. As escolas terão rede Wi-Fi e isto é um dos elementos principais, pois os livros estarão na nuvem, isto mesmo, na nuvem. A questão fica sendo o acesso fora da escola.
Para começar haverá uma fase de transição com livros digitais e físicos e se tudo der certo em 2015 os impressos serão aposentados, ou seja, se tudo ocorrer bem esta poderá ser a primeira vez que uma notícia futurista e apocalíptica sobre o fim de um determinado tipo de livro aconteça realmente, pelo menos na China.
Será a isto chega no Brasil?

  Fonte: http://bibliotecno.com.br/?p=1676